• superagricarne

6 alimentos que ajudam a prevenir o câncer


É hora de cuidar melhor da saúde e buscar inserir na sua dieta diária, alguns alimentos que ajudam a prevenir o câncer. Os grandes benfeitores são os alimentos de origem vegetal. A recomendação é de nove porções diárias de frutas e hortaliças e listamos abaixo os seis grandes combatentes do câncer.

Brócolis Todos os vegetais crucíferos (couve-flor, repolho, couve) contêm propriedades anticancerígenas, mas o brócolis é o único com quantidade considerável de sulforafano, um composto que estimula as enzimas protetoras do corpo e elimina substâncias cancerígenas. Um estudo em ratos da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, descobriu que o sulforafano também tem como alvo as células-tronco do câncer, que ajudam no crescimento do tumor. O alimento ajuda a combater câncer de mama, fígado, pulmão, próstata, pele, estômago e bexiga. Portanto, inclua-o no cardápio.

Frutas vermelhas As frutas vermelhas contêm fitonutrientes anticancerígenos. As framboesas pretas, em particular, apresentam altas concentrações de fitoquímicos chamados antocianinas, que retardam o crescimento de células pré-malignas e retém a formação de novos vasos sanguíneos (que podem alimentar um tumor canceroso), de acordo com Gary D. Stoner, professor da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos. Ajudam a combater câncer oral, de cólon, esôfago, e pele. Stoner recomenda meia xícara de frutas vermelhas por dia.

Tomate É fonte de licopeno, carotenoide que dá a cor vermelha ao alimento e que pode parar o crescimento de células de câncer do endométrio, segundo estudos. Também ajuda a combater câncer de pulmão, próstata e estômago. Os maiores benefícios vêm dos tomates cozidos, porque o processo de aquecimento aumenta a quantidade de licopeno que o corpo é capaz de absorver.

Nozes

Os fitoesteróis das nozes bloqueiam os receptores de estrógeno em células de câncer de mama e, possivelmente, desaceleram o crescimento dessas células, segundo Elaine Hardman, professora da Escola de Medicina da Universidade Marshall, dos Estados Unidos. Também ajuda a combater câncer de próstata. Hardman sugere 28g diárias da iguaria.

Alho Fitoquímicos do alho podem deter a formação de nitrosaminas, substâncias cancerígenas formadas no estômago (e no intestino, em certas condições), quando se consome nitratos, conservantes comuns de alimentos. Um estudo realizado em Iowa, nos Estados Unidos, mostrou que as mulheres que consomem maior quantidade de alho apresentam um risco 50% mais baixo de desenvolver certos cânceres do cólon em comparação com as que comem menos. Além do câncer de cólon, ajuda a combater o de mama, esôfago e estômago. Que tal esmagar (o que ajuda a liberar enzimas benéficas) um dente de alho fresco e acrescentar ao molho de tomate rico em licopeno?

Feijão

Um estudo da Universidade Estadual de Michigan, nos Estados Unidos, descobriu que feijão preto e branco reduz significativamente a incidência de câncer de cólon em ratos, em parte porque uma dieta rica em leguminosas aumenta os níveis do butirato, que, em altas concentrações, tem efeito protetor contra o crescimento do câncer. Outra pesquisa, divulgada na revista Crop Science , constatou que o feijão é eficaz na prevenção do câncer de mama em ratos. Invista em meia xícara da leguminosa algumas vezes por semana.

​fonte:terra

#câncer #saúde #alimentação #alho #feijão #nozes #tomate #frutasvermelhas #brócolis

25 visualizações